Opinião: GP da Espanha de F-1

Imagem

A Mercedes novamente surpreendeu a todos e larga na primeira fila para a corrida de amanhã, o GP da Espanha de F-1, que será disputado no tradicional circuito de Barcelona na região de Montmeló.

Foi a segunda pole consecutiva de Nico Rosberg e a terceira da carreira do jovem piloto alemão que, terá ao seu lado na primeira fila seu companheiro de equipe, o inglês Lewis Hamilton, demonstrando que realmente a equipe chefiada por Ross Brawn é veloz em classificação.

Mas duvido que essa primeira fila se mantenha até o final da corrida, o que seria a primeira dobradinha da Mercedes desde os tempos de Juan Manuel Fangio, pois os carros prateados em situação de corrida tem alto desgaste de pneus e, devem ser superados pelos pilotos que largam na segunda e terceira filas.

A aposta para a vitória neste domingo será em Alonso, Raikkonen ou Vettel, pois o trio tem em mãos carros que consomem menos pneus que a Mercedes de Rosberg e Hamilton. A dupla prateada só briga pela vitória se o W04 mostrar que as atualizações trazidas para Barcelona corrigiram o problema do alto consumo de pneus, porém pelos treinos livres não acho que isso esteja ainda resolvido.

O brasileiro Felipe Massa que iria largar na sexta posição foi punido por atrapalhar Mark Webber da Red Bull em uma volta rápida e perdeu três posições no grid de largada, o que faz o brazuca sair em nono. Isso vai complicar e muito a corrida de Massa, pois o traçado espanhol não permite muitas ultrapassagens.

Situação complicada mesmo vive a Mclaren que, mesmo trazendo inúmeras atualizações para este GP, continua bem longe das equipes que brigam por poles e vitórias. Jeson Button não conseguiu passar para o Q3, sendo obrigado a se conformar com uma péssima décima quarta colocação. Já seu companheiro de equipe, o mexicano Sérgio Perez, conseguiu passar para o Q3, porém mesmo assim vai largar na oitava colocação, o que para uma Mclaren não é nada promissor.

O que dizer então de Pastor Maldonado? O piloto venezuelano ano passado marcou o segundo tempo no treino de classificação, porém como Lewis Hamilton acabou sendo punido, o piloto da Williams largou na pole-position, liderou a corrida de ponta a ponta suportando a pressão de ninguém menos que o bicampeão Fernando Alonso e venceu sua primeira corrida na carreira.

Este ano, Maldonado com a mesma Williams vai alinhar na décima sétima colocação, o que mostra como a equipe andou para trás em desenvolvimento e infelizmente é triste dizer isso mas acredito que jamais voltará a ser uma equipe de ponta como foi no início dos anos 90.

O GP da Espanha será disputado amanhã as 09:00hs da manhã e espero uma corrida bem disputada, porém novamente o fator determinante não será velocidade e sim o piloto que souber administrar melhor o consumo e desgaste dos pneus.

Grande abraço.

Alexandre Costa.

2 comentários sobre “Opinião: GP da Espanha de F-1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s